[1]
Zubek, I. 2015. Silêncio atômico: política, violência, exceção após Hiroshima e Nagasaki. Carta Internacional. 10, 1 (abr. 2015), 65-82. DOI:https://doi.org/10.21530/ci.v10n1.2015.174.