Brasil e Índia na Reforma do Conselho de Segurança da ONU: o posicionamento dos Membros Permanentes e os apoios regionais

  • Bruna Kunrath
  • André Luiz Reis da Silva PPGEEI-UFRGS.
Palavras-chave: Conselho de Segurança, Brasil, Índia, reforma, política externa

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar o debate internacional acerca da reforma do Conselho de Segurança da ONU, tendo como foco a inserção internacional de Brasil e Índia nesse contexto. Como dois grandes países em desenvolvimento, estes dois Estados vêm adquirindo uma posição de destaque no âmbito do sistema internacional. A partir disso, Brasil e Índia passaram a ter como uma de suas diretrizes de política externa a obtenção de uma vaga permanente em um CSNU reformado. No entanto existem forças opositoras: de um lado, os EUA colocam obstáculos a uma ampla reforma do CSNU, tendo apoiado a entrada da Índia, mas não a do Brasil; de outro lado, Brasil e Índia sofrem fortes oposições regionais, principalmente de Argentina e Paquistão respectivamente. O artigo está dividido em três partes: na primeira, expõe-se as principais propostas para reforma do CSNU; na segunda parte, explora-se a posição do P-5 a respeito das candidaturas de Brasil e Índia à vaga permanente; por fim, analisa-se se Brasil e Índia têm obtido adesão dos países de seu entorno regional às suas campanhas ao assento permanente. Busca-se, com isso, concluir o quão distantes ou próximos estão Brasil e Índia de entrar no CSNU como membros permanentes.Recebido em: 12 jun. 2014Aprovado em: 01 out. 2014

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AFRICAN UNION.2005.Ezulwini Consensus (Common African Position on the Proposed Reform of the United Nations).Ezulwini.Disponível em: <http://www.cfr.org/africa/common-african-position-proposed-reform-united-nations-ezulwini-consensus/p25444>. Acesso em: 29 out. 2012.

ALVES, Fábio Simão. 2008. Dança das Cadeiras – A reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Juca 02 A Revista dos alunos do Instituto Rio Branco, Brasília, Ano 2, p. 68-74. Disponível em: <http://sistemas.mre.gov.br/kitweb/datafiles/JucaIrbr/pt-br/file/Edi%C3%A7%C3%B5es/Juca_n2_baixa. pdf>. Acesso em: 10 dez. 2012.

ARRAES, Virgílio. 2005. O Brasil e a ONU, de 1990 a nossos dias: das grandes conferências às grandes pretensões. In: OLIVEIRA, Henrique Altemani de; LESSA, Antônio Carlos. Relações Internacionais do Brasil – temas e agendas vol 2. São Paulo: Saraiva. p. 7-41.

BACOCCINA, Denize. 2006. CS sem Brasil 'não faz sentido', diz Grã-Bretanha. BBC Brasil, São Paulo. Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2006/07/060704_beckett _cs_bacoccina.shtml>. Acesso em: 05 jul. 2012.

BENEVIDES, Cassuça. 2003. Blair apoia entrada do Brasil no Conselho de Segurança da ONU. BBC Brasil, São Paulo. Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/story/2003/07/030714_ amorimeuacb.shtml>. Acessoem: 5 jul. 2012.

BLAGOV, Sergei. 2004. Putin’s push for a strategic triangle.Asia Times Online, Honk Kong.Disponívelem: <http://www.atimes.com/atimes/Central_Asia/FL08Ag 02.html>. Acesso em: 14 ago. 2012.

BOLTON, John. Palestra realizada durante Reunião Anual da American Society of Internacional Law. 03 abr. 1992.

BRASIL E CHINA trocam moedas diplomáticas. 2004. Montevidéu: Universidad de La República. Disponível em: <http://www.fcs.edu.uy/index.php>. Acesso em: 20 set. 2009.

BRASIL DEVE ter vaga no Conselho de Segurança. 2012. O Globo, Brasília. Disponível em: <http://oglobo.globo.com/mundo/brasil-deve-ter-vaga-no-conselho-de-seguranca-diz-hillary-4665398>. Acesso em: 12 dez. 2012.

BRASIL MINIMIZOU proposta dos EUA de expansão limitada do CS. 2005. Montevidéu: Universidad de La República. Disponível em: <http://www.fcs.edu.uy/index. php>. Acesso em: 20 set. 2009.

BRASIL TEM apoio da República Dominicana para o Conselho de Segurança da ONU. 2003. Agência Brasil, Brasília. Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2003-11-18/brasil-tem-apoio-da-republica-dominicana-para-conselho-de-seguranca-da-onu>. Acesso em: 03 jul. 2012.

BRICS. Declaração de Sanya – Reunião de Líderes do BRICS. 2011. China. Disponível em: <http://www.itamaraty.gov.br/sala-de-imprensa/notas-a-imprensa/declaracao-de-sanya-2013-reuniao-de-lideres-do-brics-sanya-china-14-de-abril-de-2011> Acesso em: 03 jul. 2012.

BRICS ESTABELECEM parceria estratégica. 2008. Montevidéu: Universidad de La República. Disponível em: <http://www.fcs.edu.uy/index.php>. Acesso em: 20 set. 2009.

BRIGIDO, Eliane V. 2010. O Brasil e a Reforma do Conselho de Segurança da ONU: estratégias da diplomacia brasileira para obtenção de um assento permanente. Tese (Doutorado em Ciências Políticas) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Porto Alegre, 2010.

CHODEN, Tashi. 2011. Indo-Bhutan Relations Recent Trends. In: VISWESWARAN, Kamala. Perspectives on Modern South Asia – a Reader in Culture, History and Representation.Chennai: Wiley-Blackwell, p. 112-128. Disponível em: <http://www.dspace.cam.ac.uk/handle/1810/227038>. Acesso em: 10 dez 2012.

CUBA apóia o Brasil no Conselho de Segurança. 2005. DCI – Diário Comércio Indústria & Serviços, São Paulo. Disponível em: <http://www.dci.com.br/cuba-apoia--o-brasil-no-conselho-de-seguranca-id47998.html>. Acesso em: 03 jul. 2012.

EL SALVADOR apoia Brasil no Conselho de Segurança da ONU. 2007. Terra, São Paulo. Disponível em: <http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI1950128-EI306,00-El+Salvador+apoia+Brasil+no+C onselho+de+Seguranca+da+ONU.html>. Acesso em: 03 jul. 2012.

EQUADOR apoia Brasil para membro do Conselho de Segurança da ONU. 2003. Folha de S.Paulo, Brasília. Disponível em: <http://www1.folha. uol.com.br/folha/mundo /ult94u57175.shtml>. Acesso em: 03 jul. 2012.

EUA RECHAÇAM proposta de reforma do Conselho de Segurança da ONU. 2005. Montevidéu: Universidad de La República. Disponível em: <http://www.fcs.edu.uy/index. php>. Acesso em: 20 set. 2009.

FAGGIANI, Nádia. 2004. “Guatemala apoia assento permanente do Brasil no Conselho de Segurança da ONU”. Agência Brasil, Brasília. Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2004-04-23/guatemala-apoia-assento-permanen te-do-brasil-no-conselho-de-seguranca-da-onu>. Acessoem: 03 jul. 2012.

FRANCE BACKS India’s bid for UN seat.2003.The Tribune, Chandigarh.Disponível em: <http://www.tribuneindia.com/2003/20031016/world.htm#3>. Acessoem: 14 ago. 2012.

FRANCE SUPPORTS INDIA'S BID FOR UN Security Council seat. 2010. Netindian News Network, New Delhi.Disponível em: <http://netindian.in/news/2010/04/14/0006161/france-supports-indias-bid-un-security-council-seat>. Acessoem: 14 ago. 2012.

FRANCE SUPPORTS INDIA FOR UNSC seat: Sarkozy. 2010. Oneindiasnews, Bagalore. Disponível em: <http://news.oneindia.in/2010/12/04/france-supports-india-for-unsc-seat-sarkozy.html>. Acesso em: 14 ago. 2010.

FREIRE, Felipe. 2003. “Toledo apoia Brasil para vaga no Conselho de Segurança da ONU”. FolhaOnline, Brasília. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/folha/ mundo/ult94u55028.shtml>. Acesso em: 03 jul. 2012.

G-4. 2007. Comunicado conjunto de imprensa do G-4. In: O G-4 e as Nações Unidas – textos, comunicados e documentos. Brasília: Ministério das Relações Exteriores; Fundação Alexandre de Gusmão, p.21-24.

GIRALDI, Renata. 2011. “Chávez defende vaga permanente para o Brasil no Conselho de Segurança da ONU”. Agência Brasil, Brasília. Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com. br/noticia/2011-06-06/chavez-defende-vaga-permanente-para-brasil-no-conselho-de-seguranca-da-onu>. Acesso em: 12 dez 2012.

GUIANA apoia participação do Brasil no Conselho de Segurança da ONU. 2003. Agência Brasil, Brasília. Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com. br/noticia/2003-07-31/guiana-apoia-participacao-do-brasil-no-conselho-de-seguranca-da-onu>. Acesso em: 03 jul. 2012.

GUIMARÃES, Lytton L. 2008. Política Externa e Segurança da Índia. Implicações para o Fórum IBAS. In: III Conferência Nacional de Política Externa e Política Internacional “O Brasil no mundo que vem aí” - III CNPEPI Conferência Índia. Brasília, FUNAG.

HOFFMANN, Steven A. 2010. “Change in India-US Diplomatic – An Interim Report”.Institute for Defense Studies and Analyses, New Delhi, v.110, n.10, p. 1-40.Disponível em: <http://www.idsa.in/system/files/OP_India-USDiplomatic Practices.pdf>.Acessoem: 10 dez 2012.

HORNBY, Lucy. 2010. “China says understands India Security Council desire”. Reuters, Beijing. Disponívelem: <http://in.reuters.com/article/2010/11/09/idINIndia-52769320101109>. Acessoem: 14 ago. 2012.

INDIA MUST get permanente UN Seat: Bhutan. 2011. Outlookindia.com, New Delhi.Disponívelem: <http://news.outlookindia.com/items.aspx?artid=745036>. Acessoem: 12 dez. 2012.

INDIA STRONG candidate for permanent UNSC membership: Russia. 2011. Thaindian News, Bangkok. Disponível em: <http://www.thaindian.com/ewsportal/world-news/india-strong-candidate-for-permanent-unsc-membership-russia_100584468.html>. Acesso em: 14 ago. 2012.

JAMAICA sinaliza apoio ao Brasil na reformulação do Conselho de Segurança da ONU. 2005. Agência Brasil, Brasíia. Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2005-11-01/jamaica-sinaliza-apoio-ao-brasil-na-reformulacao-do-conselho-de-seguranca-da-onu>. Acesso em: 03 jul. 2012.

JOSÉ Alencar visitou a China. Montevidéu: Universidad de La República. 2003. Disponível em: <http://www.fcs.edu.uy/index.php>. Acesso em: 20 set. 2009.

LULA FELICITA Sarkozy, que reitera seu apoio ao Brasil na ONU. 2007. Montevidéu: Universidad de La República. Disponível em: <http://www.fcs.edu.uy/ index.php>. Acessoem: 20 set. 2009.

MANSINGH, Surjit. 2003. “India-China Relations in the Context of Vajpayee’s 2003 Visit”.The Sigur Center Asia Papers, Washington D.C. Disponívelem: <http://www.gwu.edu/~sigur/assets/docs/scap/ SCAP21-Mansingh.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2012.

MORAES, Márcio Senne. 2003. França quer vaga permanente no CS para o Brasil. Folha de S.Paulo, Brasília. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ ult94u64700.shtml>. Acesso em: 05 jul. 2012.

OLIVEIRA, Daniel França. 2005. A Política Externa do Brasil nas Questões de Ampliação do Conselho de Segurança da ONU (1989-2005). Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) – Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais Santiago Dantas, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Universidade Estadual Paulista (UNESP), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

PAK PLAYS spoilsport, opposes Indias’s bid. 2004. The Economic Times, New Delhi.Disponívelem: <http://articles.economictimes.indiatimes.com/2004-09-21/news/27374565_1_permanent-seat-unsc-perm anent-members>. Acessoem: 10 dez. 2012.

PAK SULKS as Obama supports India’s UNSC BID. 2010. The Times of India, Mumbai.Disponívelem: <http://www.timesnow.tv/Pak-sulks-as-Obama-supports-Indias-UNSC-bid/articleshow/4357862.cms>. Acessoem: 12 dez. 2012.

PARTHASARATHY, G. 2003. “Vajpayee visit – Foreign policy lessons from China”. The Hindu, New Delhi. Disponívelem: <http://www.thehindubusinessline.in/2003/07/18/stories/2003071800030800. htm>. Acesso em: 15 ago. 2012.

PATRIOTA, Antonio. 2007. Apresentação. In: O G-4 e as Nações Unidas – textos, comunicados e documentos. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão. p.11-20.

PIMENTA, Angela. 2005. “Argentina descarta acordo com o Brasil sobre a reforma da ONU”. BBC Brasil, Nova York. Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2005/06/printa ble/050609_angelaba.shtml>. Acesso em: 12 dez. 2012.

PRESIDENTE DA RÚSSIA visitou o Brasil. 2004. Montevidéu: Universidad de La República. Disponível em: <http://www.fcs.edu.uy/index.php>. Acesso em: 20 set. 2009.

PUTIN quer país em conselho da ONU. 2002. Folha de S.Paulo, Moscou. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc1401200204.htm>. Acessoem: 15 dez 2012.

RAO, M Rama. 2005. WenJiabao ‘disappoints’ India where it matters most - UNSC membership. Asian Tribune, Hallstavik. Disponívelem: <http://www.asiantribune.com/news/2005/04/13/wen-jiabao%E2%80%98disappoints%E2%80%99-india-where-it-matters-most-unsc-membership>. Acessoem: 14 ago. 2012.

REPUBLIC OF MALDIVES.2008. “Prime Minister Manmohan Singh says future generations of Maldivians will be grateful for the massive reforms that President Gayyoom is introducing. Malé”. Disponível: <http://www.maldivesinfo.gov.mv/home/files/bulletinx_det.php?id_news=1030>. Acessoem: 09 out. 2012.

RUSSIA supports India Security Council seat quest, seals agreement. 2010. Today’s Zaman, Istanbul. Disponível em: <http://www.todayszaman.com/news-230329-russia-supports-india-security-council-seat-quest-seals-agreements.html>. Acesso em: 14 ago. 2012.

PIÑERA, Sebastian. 2010. “Presidente Piñera en su primera intervención ante la Asamblea General de la ONU. Gobierno de Chile”. Disponível em: <http://www.gobiernodechile.cl/destacados/2010/09/23/ presidente-pinera-en-su-primera-intervencion-ante-la-asamblea-general-de-la-onu-nos-sentimo.htm>. Acesso em: 12 dez. 2012.

SOARES, João Clemente Baena. 2009. Breves considerações sobre a reforma da ONU. In: Reforma da ONU. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, p. 7-26. Disponível em: <http://www.funag.gov.br/ biblioteca/dmdocuments/0790.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2012.

SOARES DE LIMA, Maria Regina. 2009. Notas sobre a reforma da ONU e o Brasil. In: Reforma da ONU. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, p.269-304. Disponível em: <http://www.funag.gov.br/biblioteca/ dmdocuments/0790.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2012.

SOLIANI, André; ZANINI, Fábio. 2003. “Lula se compromete com o perdão da dívida da Bolívia”. Folha de S.Paulo, Brasília. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br /folha/dinheiro/ult91u66446. shtml>. Acessoem: 03 jul. 2012.

SRI LANKA backs India’s bid for UN security council. 2004. OutlookIndia.com, New Delhi. Disponível em: <http://news.outlookindia.com/items.aspx?artid=250793>. Acesso em: 12 dez. 2012.

STOLBERG, Sheryl G.; YARDLEY, Jim.2010.“Countering China, Obama Backs India for U.N. Council”.The New York Times, New York.Disponívelem: <http://www.nytimes.com/2010/11/ 09/world/asia/09prexy.html?_r=1>. Acesso em: 14 ago. 2010.

SURINAME apoia Brasil como memebro permanente do Conselho de Segurança da ONU. 2003. Agência Brasília, Brasília. Disponível em: <http://agregario.com/suriname-apoia-brasil-como-membro-permanente-do-conselho-de-seguranca-da-onu>. Acesso em: 03 jul. 2012.

TORTORIELLO, Alexandre. 2004. Presidente do Chile e Lula defendem reforma da ONU. BBC Brasil, Santiago. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/folha /bbc/ult272u34551.shtml>. Acesso em: 03 jul. 2012.

URUGUAI apoia Brasil no Conselho de Segurança. 2003. Terra, São Paulo. Disponível em: <http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI106210-EI1194,00-Uruguai+apoia+Brasil+no+Conselho +de+Seguranca.html>. Acessoem: 03 jul. 2012.

UZIEL, Eduardo. O Conselho de Segurança, as Operações de Manutenção de Paz e aInserção do Brasil no Mecanismo de SegurançaColetiva das NaçõesUnidas. Brasília: Funag, 2010.

WAGNER, Christian. 2005.From Hard Power to Soft Power?Ideas, Interaction, Institutions, and Images in India’s South Asia Policy.Heidelberg Papers in South Asian and Comparative Politics, Heidelberg, v. 26, (Working Paper, 5). Disponível em: <http://archiv.ub.uni-heidelberg.de/volltextserver /5436/>. Acesso em: 10 dez 2012.

WOODWARD, Will. 2008. “An idea whose time has come”: Brown backs UN security council seat for India. The Guardian, London.Disponívelem: <http://www.guardian.co.uk/ politics/2008/jan/21/india.wto>. Acesso em: 14 ago. 2012.

Como Citar
Kunrath, B., & da Silva, A. L. R. (1). Brasil e Índia na Reforma do Conselho de Segurança da ONU: o posicionamento dos Membros Permanentes e os apoios regionais. Carta Internacional, 9(1), 121-143. Recuperado de https://www.cartainternacional.abri.org.br/Carta/article/view/131
Seção
Artigos