O PAPEL DO TEATRO NA FORMAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS: EXPERIÊNCIAS NO CAMPO DOS DIREITOS HUMANOS

  • Deisy de Freitas Lima Ventura Universidade de São Paulo
  • Clarissa Franzoi Dri Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Relações Internacionais, Educação Superior, Direitos Humanos, Teatro, Simulações

Resumo

O artigo relata duas experiências de uso do teatro como ferramenta de educação para os direitos humanos em cursos de Relações Internacionais. Além de descrever os eventos, o texto apresenta os resultados de pesquisa empírica de avaliação discente. O texto demonstra que outras possíveis experiências de encenação além da “modelagem” e dos “clubes de simulações” podem contribuir para a formação do internacionalista. Conclui-se que as atividades promovidas geraram vivências e recursos capazes de aumentar o número e a qualidade dos registros expressivos e comunicativos dos envolvidos, oferecendo uma valiosa oportunidade de aprendizagem integralRecebido em: 20 abril 2015Aceito em: 23 junho 2015

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Deisy de Freitas Lima Ventura, Universidade de São Paulo
Doutora em Direito Internacional da Universidade de Paris 1 – Panthéon-Sorbonne, Professora Associada do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq
Clarissa Franzoi Dri, Universidade Federal de Santa Catarina
Doutora em Ciência Política do Instituto de Estudos Políticos da Universidade de Bordeaux, Professora Adjunta e Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Catarina

Referências

BIET, Christian; TRIAU, Christophe. 2006. Qu’est-ce que le théatre? Paris: Gallimard.

BRASIL. 1996. Lei nº 9.394 - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), promulgada em 20 de dezembro de 1996.

CASARÕES, Guilherme; GAMA, Roberto. 2005. Modelagem, Simulação e RI – Limites e Possibilidades. Parte III. O Debatedouro n.61, 12-15.

DALMAZ, Carla; ALEXANDRE NETTO, Carlos. 2004. A memória. Cienc. Cult., São Paulo, v. 56, n. 1, p.30-31.

DEWEY, John. 2010. Arte como experiência. São Paulo: Martins Fontes.

FREIRE, Paulo. 2013. Educação como prática da liberdade. 15. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

HAGEN, Uta; FRANKEL, Hasken. 2007. Técnica para o ator – a arte da interpretação ética. São Paulo: Martins Fontes.

HILL, Christopher. 2003. The changing politics of foreign policy. Londres: Palgrave Macmillan.

HUDSON, Valerie. 2005. Foreign policy analysis: actor-specific theory and the ground of international relations. Foreign Policy Analysis, n. 1, p.1-30.

KRAIN, Matthew; LANTIS, Jeffrey. 2006. Building Knowledge? Evaluating the Effectiveness of the Global Problems Summit Simulation, International Studies Perspectives 7, p.395-407.

PINHEIRO, Leticia; MILANI, Carlos (Orgs.). 2012. Política externa brasileira: as práticas da política e a política das práticas. Rio de Janeiro: FGV.

SHAW, Carolyn. 2010. Designing and Using Simulations and Role-Play Exercises. In: DENEMARK, Robert A. The International Studies Encyclopedia. Blackwell Publishing.

SILVEIRA, Eduardo. 2009. A arte do encontro: a Educação Estética Ambiental atuando com o Teatro do Oprimido. Educ. rev. 25 (3), p.369-394.

STARKEY, Brigid; BLAKE, Elizabeth. 2001. Simulation in international relations education. Simulation & Gaming 32(4), p.537-551.

UCAR MARTINEZ, Xavier. 2004. Le Théatre et l’éducation: chercher, imiter, interpréter et représenter. Comunicação n.211. VII Biennale de l’éducation et de la formation. Institut Nationale de Recherche Pédagogique (INRP), Lyon, 14-17 de abril.

VERDEIL, Jean. 1995. Théâtre et pédagogie – A propos du théâtre scolaire. Cahiers pédagogiques, Paris, Cercle de recherche et d’action pédagogiques, n.337, p.16-17.

Publicado
01-12-2014
Como Citar
Ventura, D. de F. L., & Dri, C. F. (2014). O PAPEL DO TEATRO NA FORMAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS: EXPERIÊNCIAS NO CAMPO DOS DIREITOS HUMANOS. Carta Internacional, 9(2), 137-155. Recuperado de https://www.cartainternacional.abri.org.br/Carta/article/view/168
Seção
Artigos