Uma questão brasileira em Euclides da Cunha: princípios de Geopolítica de uma região periférica

  • José Alexandre Altahyde Hage Curso de Relações Internacionais da Universidade Federal de São Paulo
Palavras-chave: Política Externa Brasileira, História Brasileira, América do Sul, Intelectuais Brasileiros

Resumo

O objetivo deste ensaio é analisar o pensamento de Euclides da Cunha voltado para política internacional e geopolítica do Brasil e, por extensão, da América do Sul. Embora seja considerado um dos autores que consolidaram o pensamento social brasileiro, Euclides da Cunha não deixou de se interessar por temas internacionais e de poder global, que compreende questões como a do Acre e da necessidade de se consolidar fronteiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Alexandre Altahyde Hage, Curso de Relações Internacionais da Universidade Federal de São Paulo
Possui curso de pós-doutorado pelo depto de História da Universidade Federal Fluminense. É doutor em Ciência Política pela Unicamp e professor do curso de Relações Internacionais da Universidade Federal de Sao Paulo.

Referências

BOSI, Alfredo. História Concisa da Literatura Brasileira. São Paulo, Cutrix, 1985.

CUNHA, Euclides da. Os Sertões: Campanha de Canudos. Brasília, Edunb, 1963.

____________; Contrastes e Confrontos. Editora Lello Brasil (cidade?) 1967-A.

____________; À Margem da História. Editora Lello Brasil (cidade?) 1967-B.

GARCIA, Domingos Sávio. Os Belgas na Fronteira Oeste do Brasil. Brasília, Fundação Alexandre de Gusmão, 2009.

____________; “Os Belgas em Descalvados e na Fronteira Oeste do Brasil (1895 – 1912)”. In PEREIRA, Manuel Gomes (org). O Barão do Rio Branco: Cem Anos de Memória. Brasília, Funag, 2012.

GOES FILHO, Synesio Sampaio. Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas: Um Ensaio Sobre a Formação das Fronteiras do Brasil. São Paulo, Martins Fontes, 2001.

HENTENRYCK, Ginette Kurgan-Van. “Leopoldo II e a Questão do Acre”. In Cadernos do CHDD. Ano 8, nº14. Brasília, Funag, 2009.

HOCHSCHILD, Adam. O Fantasma do Rei Leopoldo: Uma História de Cobiça, Terror e Heroísmo na África Ocidental. São Paulo, Companhia das Letras, 1999.

LEITE, Dante Moreira. O Caráter Nacional Brasileiro. São Paulo, Pioneira, 1983.

LINS, Álvaro. Rio Branco: Biografia Pessoal e História Política. São Paulo, Companhia Editora Nacional, 1965.

MORAES, Antonio Carlos Robert. Território e História no Brasil. São Paulo, Annablume, 2005.

PONTES, Kassius Diniz. “Euclides da Cunha: O Cenário Sul-Americano”. In Pensamento Diplomático Brasileiro: Formadores e Agentes da Política Externa (1750-1964). Vol. II. Brasília, Fundação Alexandre de Gusmão, 2013.

RIBEIRO, Darcy. O Povo Brasileiro: A Formação e Sentido de Brasil. São Paulo, Companhia das Letras, 1995.

RICUPERO, Rubens. “Acre: Momento Decisivo de Rio Branco”. In PEREIRA, Manuel Gomes (org). O Barão do Rio Branco: Cem Anos de Memória. Brasília, Funag, 2012.

RORIGUES, José Honório. Introdução. In ABREU, Capistrano de. Capítulos de História Colonial. Brasília, Edunb, 1963.

____________; SEITENFUS, Ricardo. Uma História Diplomática do Brasil: De 1531 a 1946. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1995.

TRAVASSOS, Mário. Projeção Continental do Brasil. São Paulo. Companhia Editora Nacional, 1938.

Publicado
31-08-2016
Como Citar
Hage, J. A. A. (2016). Uma questão brasileira em Euclides da Cunha: princípios de Geopolítica de uma região periférica. Carta Internacional, 11(2), 222 - 242. https://doi.org/10.21530/ci.v11n2.2016.348
Seção
Artigos