A Política Externa Brasileira e o Etanol: Um Exercício de Planejamento Estratégico

  • José Alexandre Altahyde Hage Universidade Federal de São Paulo

Resumo

Este artigo procura demonstrar que antes de haver internacionalização do etanol, como insumo quesubstitui parcialmente combustíveis fósseis, deve haver um balanço para se examinar as reais condiçõesdo poder nacional brasileiro, conjunto de itens que quando bem trabalhado pelo grupo responsável pelosfundamentos estratégicos pode contribuir para que haja inserção internacional – inserção qualificativa,fazendo com que o Estado tenha relevância na cena exterior.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
20-12-2011
Como Citar
Hage, J. A. A. (2011). A Política Externa Brasileira e o Etanol: Um Exercício de Planejamento Estratégico. Carta Internacional, 6(2), 146-158. Recuperado de https://www.cartainternacional.abri.org.br/Carta/article/view/44
Seção
Artigos