Os fundamentos teóricos do programa do realismo em política internacional: a concepção de Morgenthau e epistemologia da política de poder

  • José R. N. Chiappin Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI)

Resumo

Neste artigo, continuo a reconstruir o núcleo do programa do realismo descrevendo os componentes epistemológicos e ontológicos do quadro teórico do realismo de de Hans Morgenthau. Esses dois componentes fornecem as restrições que a teoria deve satisfazer quando busca, com ajuda de seus instrumentos metodológicos, realizar seus fi ns e valores. Basicamente, a teoria do poder político do realismo consiste em uma estrutura teórica que pretende funcionar como um algoritmo fornecendo regras e procedimentos tanto para construir e escolher explicações de natureza realista para os fenômenos da política internacional quanto fornecer uma tecnologia metodológica de intervenção no sistema internacional de maneira a proporcionar solução para o problema da paz perpétua. Este problema, para Morgenthau, consiste na busca da paz pela acomodação em que se destaca a diplomacia como seu instrumento mais operacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
13-09-2016
Como Citar
Chiappin, J. R. N. (2016). Os fundamentos teóricos do programa do realismo em política internacional: a concepção de Morgenthau e epistemologia da política de poder. Carta Internacional, 5(1), 120-140. Recuperado de https://www.cartainternacional.abri.org.br/Carta/article/view/534
Seção
Artigos