As coalizões de causa em torno das políticas de transferências condicionadas: olhar cruzado Brasil-México

  • Carla Guerra Tomazini Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI)

Resumo

O objetivo deste artigo é fornecer uma análise sobre o lugar e o papel das “ideias” na formulação dos programas de transferências monetárias condicionadas no Brasil e no México. Trata-se de, acrescentando uma dimensão comparativa, destacar os fatores que podem explicar a origem, ascensão e desacordos de ideias que estão por trás desses programas. Esses fatores são explorados à luz das teorias sobre o processo de elaboração de políticas públicas que ressaltam o papel das coalizões de causa. Assim, o instrumento “transferência monetária” parece ser objeto de um consenso. Mas devemos acrescentar que este é um consenso ambíguo, porque os atores envolvidos estão de acordo sobre os meios, e não sobre os objetivos. Embora o objetivo de aumentar o capital humano seja predominante, os programas Bolsa-Família e Oportunidades tornaram-se um grande emaranhado de ideias, sem um acordo sobre os objetivos e princípios.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
13-09-2016
Como Citar
Tomazini, C. G. (2016). As coalizões de causa em torno das políticas de transferências condicionadas: olhar cruzado Brasil-México. Carta Internacional, 5(2), 37-55. Recuperado de https://www.cartainternacional.abri.org.br/Carta/article/view/548
Seção
Artigos