Comunidades de Relações Internacionais na América Latina: uma análise das tendências a partir do TRIP 2014

  • Rafael Antonio Duarte Villa Universidade de São Paulo, Brasil
  • Arlene B. Tickner Universidade de Rosário
  • Marília Carolina B. Souza Doutora em Relações Internacionais. Professora da Universidade Anehmbi - Morumbi- São Paulo
  • Yamile Carolina Cepeda Másmela Pontificia Universidade Javeriana
Palavras-chave: TRIP, América Latina, Comunidades Epistêmicas, Tendências.

Resumo

Este relatório tem por objetivo divulgar as principais tendências verificadas nos resultados do Projeto Teaching. Research & Internacional Policy (TRIP), de 2014, entre as comunidades epistêmicas latino-americanas da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México.  Os resultados do relatório referem-se às preferências que estas comunidades apresentam quanto ao seu formato, opções metodológicas e epistemológicas; percepções quanto à dominação norte-americana da área e; por fim, suas impressões sobre política internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Antonio Duarte Villa, Universidade de São Paulo, Brasil
Rafael Duarte Villa (Departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo. . Área: relações internacionais 

Referências

Relatório de pesquisa. Referências:

HOFFMAN, Stanley. An American Social Science: International Relations. Daedalus. Vol. 106, n. 3, 1977, 41-60.

Maliniak, Daniel, Susan Peterson, Ryan Powers, and Michael J. Tierney. 2014. TRIP 2014 Faculty Survey. Williamsburg, VA: Institute for the Theory and Practice of International Relations. Disponível em: https://trip.wm.edu/charts/. Acesso em

Publicado
30-04-2017
Como Citar
Villa, R. A. D., Tickner, A. B., Souza, M. C. B., & Másmela, Y. C. C. (2017). Comunidades de Relações Internacionais na América Latina: uma análise das tendências a partir do TRIP 2014. Carta Internacional, 12(1), 224-256. https://doi.org/10.21530/ci.v12n1.2017.553
Seção
Artigos