Cooperação macroeconômica na América Latina: possibilidade ou utopia?

  • Márcio Bobik Braga Universidade de São Paulo
  • Amaury Patrick Gremaud Universidade de São Paulo

Resumo

Este artigo analisa alguns aspectos conceituais em torno da cooperação macroeconômica em um processode integração econômica regional, particularmente entre os países do Mercosul, considerando o atualcontexto das relações econômicas e financeiras internacionais. Os problemas de um aprofundamento dacooperação envolvem a redefinição e o consenso dos custos e benefícios que a cooperação poderia trazeraos países, dada a nova configuração econômica depois das importantes transformações ocorridas naprimeira década deste século e da criação de um novo consenso sobre qual direção essa cooperação deveriacaminhar para que tais benefícios superem os custos em todos e em cada um dos países do bloco.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Bobik Braga, Universidade de São Paulo
Professor Livre-Docente da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP, campus de Ribeirão Preto (FEARP/USP)e do Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina (PROLAM/USP).
Amaury Patrick Gremaud, Universidade de São Paulo
Professor Doutor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP, campus de Ribeirão Preto (FEARP/USP) e doPrograma de Pós-Graduação em Integração da América Latina (PROLAM/USP). Foi diretor da Escola de Administração Fazendaria(ESAF) do Ministério da Fazenda e Diretor de Avaliação do INEP-MEC.
Publicado
20-12-2012
Como Citar
Braga, M. B., & Gremaud, A. P. (2012). Cooperação macroeconômica na América Latina: possibilidade ou utopia?. Carta Internacional, 7(2), 50-65. Recuperado de https://www.cartainternacional.abri.org.br/Carta/article/view/58
Seção
Artigos