Condições à cooperação brasileira na África (2003–2010)

  • David Beltrão Simons Tavares Albuquerque Universidade Federal de Pernambuco
  • Eduardo Matos Oliveira Universidade Federal de Pernambuco

Resumo

A proposta desse trabalho é buscar os aspectos estruturais da inserção brasileira na África, por meio da análise das condições necessárias e suficientes para o estabelecimento de projetos de cooperação brasileira na África entre os anos de 2003 a 2010. As quatro condições observadas, por meio da análise teórica e empírica de recentes trabalhos, foram se um país tem como língua matriz o português, o grau de estabilidade política, o PIB per capita e o déficit alimentar. O artigo busca complementar as linhas teóricas tradicionais, as quais identificam os possíveis incentivos dos Estados subdesenvolvidos para promover a cooperação, a fim de indicar quantitativa e qualitativamente as políticas da Cooperação Sul-Sul (CSS) brasileira na África e seus respectivos impactos. Foi empregada, para tanto, a técnica de análise Qualitative Comparative Analysis fuzzy-sets (QCAfs). A variável dependente (qualitative outcome) abordará uma gradação de intervalo entre potenciais parceiros e não-parceiros, por meio da análise dos projetos e das condições existentes. Os resultados observados apontam como condição suficiente a presença da Língua Portuguesa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Matos Oliveira, Universidade Federal de Pernambuco
Doutorando em Ciência Política e Relações Internacionais na UFPE, concluiu o mestrado em Ciência Política e graduação em Direito na mesma instituição. Pesquisador Associado ao Instituto de Estudos da Ásia/UFPE e curador da agenda de segurança alimentar e aquisição de terras do instituto. Pesquisador visitante na Zhongguo Renmin Daxue (Renmin University of China).
Publicado
28-11-2019
Como Citar
Albuquerque, D. B. S. T., & Oliveira, E. M. (2019). Condições à cooperação brasileira na África (2003–2010). Carta Internacional, 14(3). https://doi.org/10.21530/ci.v14n3.2019.907