O processo de integração regional como um jogo de coordenação: uma análise comparada para o setor hidroelétrico da ECOWAS, SADC, CAN e MERCOSUL

  • Taiane Las Casas Campos PUC Minas
  • Fátima Anastasia Pontificia Universidade Católica de Minas Gerais

Resumo

Neste artigo são analisados comparativamente quatro processos de integração regional de países em desenvolvimento: Comunidad Andina de Naciones (CAN), Mercado Comum do Sul (MERCOSUL), Southern African Development Community (SADC) e Economic Community of West African States (ECOWAS). Argumenta-se que as negociações regionais se pautam na consolidação de agendas, para as quais a estratégia dominante dos atores é a cooperação. Tais processos ocorrem por meio dos jogos de coordenação, com vistas a definir um “ponto de coordenação” entre as preferências dos Estados-membros dos acordos regionais. Discute-se a conformação dos acordos regionais para o tema da energia elétrica, nos quatro casos, visando demonstrar que as preferências dos Estados-membros acabam por estabelecer diferentes formatos relativamente à integração regional e à regulação estatal. Seu objeto central é a integração regional e suas variações. O tema da energia elétrica3 entra apenas como referente empírico para a análise em tela.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
03-04-2020
Como Citar
Campos, T. L. C., & Anastasia, F. (2020). O processo de integração regional como um jogo de coordenação: uma análise comparada para o setor hidroelétrico da ECOWAS, SADC, CAN e MERCOSUL. Carta Internacional, 15(1). https://doi.org/10.21530/ci.v15n1.2020.933