Voltar aos Detalhes do Artigo The O doméstico e o internacional como discurso normativo: a legitimação do uso da força