A política externa brasileira para a África de Lula a Temer

mudança matricial em meio à crise

Resumo

A política externa brasileira para a África sofreu inflexão durante os anos 2000. A posse de Luiz Inácio (Lula) da Silva marcou uma clara mudança nos paradigmas da política externa brasileira, acarretandoa retomada da atribuição de importância ao continente africano. A partir do primeiro mandato de Dilma Rousseff, em 2011, as relações com o continente vivenciaram um enfraquecimento, resultado decondicionamentos internos e externos, ainda que tenham mantido sua relevância para a política externa brasileira tanto em termos políticos, quanto econômicos. Com a ascensão de Michel Temer ao poder, em2016, operou-se uma reorientação nas linhas gerais da política externa brasileira, colocando em questão o espaço ocupado pelo continente africano ao longo dos anos 2000. Nesse sentido, este trabalho avalia os impactos que a política externa brasileira para o continente africano sofreu a partir de Temer. Para tanto, apoia-se sobretudo nos trabalhos de Charles Hermann (1990), com o intuito de analisar os diferentes níveis de mudança de política externa; e de Ricardo Sennes (2003), com o objetivo de demonstrar que a matriz de política externa que marcou os governos Lula e Dilma é distinta daquela do governo Temer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Ziebell de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos Internacionais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Vinícius Henrique Mallmann, Programa de Pós-Graduação em Ciência Política (PPGCP/UFRGS)
Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política (PPGCP - UFRGS); Mestre em Ciência Política - PPGCP - UFRGS; Bacharel em Relações Internacionais - UFRGS.
Publicado
08-11-2020
Como Citar
Ziebell de Oliveira, G., & Mallmann, V. (2020). A política externa brasileira para a África de Lula a Temer. Carta Internacional, 15(3). https://doi.org/10.21530/ci.v15n3.2020.990