A energia nuclear como instrumento de inserção internacional do Brasil: uma análise introdutória a partir da teoria poli-heurística de tomada de decisão

  • Bruna Le Prioux
  • Edmilson Moutinho dos Santos

Resumo

Apesar do acidente de Fukushima, em março de 2011 e do consequente arrefecimento das perspectivasde expansão do parque nuclear mundial, a energia nuclear continua sendo uma das fontes privilegiadasem várias partes do mundo, em um contexto mundial de luta contra os gases de efeito estufa e de altados preços dos hidrocarbonetos. O Brasil pode participar mais ativamente deste mercado mundial graçasàs suas reservas de urânio e graças ao domínio da tecnologia do ciclo do combustível nuclear. Através daanálise de política externa, e particularmente da teoria poli-heurística de tomada de decisão, o objetivodeste artigo é o de discutir as opções de uma inserção mais ativa do Brasil neste mercado nuclear mundialatravés do leque de escolhas responsável político, que no caso brasileiro é a presidenta Dilma Rousseff.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
01-06-2011
Como Citar
Le Prioux, B., & Santos, E. M. dos. (2011). A energia nuclear como instrumento de inserção internacional do Brasil: uma análise introdutória a partir da teoria poli-heurística de tomada de decisão. Carta Internacional, 6(1), 39-52. Recuperado de https://www.cartainternacional.abri.org.br/Carta/article/view/23
Seção
Artigos