Os fundamentos teóricos do programa do realismo em política internacional: a concepção de Morgenthau e a metafísica da política de poder

  • José R. N. Chiappin Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI)

Resumo

O objetivo principal deste trabalho é apresentar o programa de pesquisa do realismo político moderno nas relações internacionais a partir da reconstrução racional de seus fundamentos teóricos. Concentrando-se na concepção de política internacional proposta por Morgenthau, o texto visa compor um quadro teórico do realismo político moderno, como uma teoria dinâmica, que permita identificar os principais problemas e os recursos e estratégias vislumbradas para solucioná-los. Neste contexto, o artigo defende a tese central, entreoutras que são apresentadas e analisadas criticamente, de que o realismo político de Morgenthau é construído como um termo médio, uma alternativa, por um lado, ao idealismo e, por outro, ao realismo político clássicos.O foco de sua concepção é resolver o problema prático-teórico fundamental do sistema internacional de como fazer emergir a cooperação, e, deste modo, alcançar e preservar a ordem e a paz entre unidades políticas com interesses conflitantes. A solução procurada pressupõe os seguintes elementos: a natureza racional dos agentes, o método do equilíbrio do poder, a idéia de um Estado mundial, uma filosofia da história racional, contínua e convergentista, e, a interação entre a teoria da política internacional e a teoria da política externa.A estratégia de solução tem a ver com políticas de elaboração de mecanismos institucionais que orientem a dinâmica do sistema para uma situação de equilíbrio estável segundo a idéia reguladora da construção de um Estado mundial. Essa seria a única solução possível para a paz perpétua aos olhos de Morgenthau – como resultado de um processo longo e racional de desenvolvimento histórico do sistema.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
12-09-2009
Como Citar
Chiappin, J. R. N. (2009). Os fundamentos teóricos do programa do realismo em política internacional: a concepção de Morgenthau e a metafísica da política de poder. Carta Internacional, 4(2), 89-116. Recuperado de https://www.cartainternacional.abri.org.br/Carta/article/view/523
Seção
Artigos